Category Archives: Turismo

The Yeatman Hotel

The Yeatman vence Melhor Hotel Spa, Europa, 2013

O The Yeatman tem o prazer de anunciar que o seu Spa Vinothérapie Caudalie é um dos vencedores do World Spa & Wellness Awards 2013!
The Yeatman recebe prémio como “Melhor Hotel Independente”

O The Yeatman orgulha-se de pelo segundo ano consecutivo receber o prémio de “Melhor Hotel Independente” nos Portugal Trade Awards 2013.
The Yeatman magens e Prémios 4888809 bacchus_20319046704f141025f_11045189414fff011722b6c banner boa_cama_boa_mesa_low (1) image oporto_20002965884f1412eb0a_15431863874ffee2788e9aa (1) Porto218

HOTEL VÍNICO

Localizado no centro de uma das mais importantes capitais vínicas europeias, o The Yeatman é um paraíso para amantes do vinho e o destino primordial para quem desejar explorar os prazeres do extraordinário vinho que dá o nome à cidade, o Vinho do Porto.

Com a mais abrangente cave de vinhos portugueses no Mundo, o The Yeatman estabeleceu parcerias com muitos dos melhores produtores de vinhos portugueses que participam activamente em programas de provas, seminários e jantares vínicos organizados pelo Hotel. Os quartos e suites são personalizados pelos nossos parceiros vínicos com a colocação de fotografias e outros objectos decorativos, proporcionando um conhecimento da história e do ambiente que caracteriza cada adega. A decoração em cada quarto e suite é discreta e única.

Para complementar as actividades vínicas do The Yeatman, podem ser organizadas visitas às quintas e vinhas das regiões vínicas do Vale do Douro, Minho, Dão e Bairrada, todas facilmente acessíveis por estrada.

O tema do vinho estende-se ao Caudalie Vinothérapie® Spa através de produtos e terapias à base de vinha.

Especialistas dedicados proporcionam aos hóspedes a possibilidade de conhecerem melhor os vinhos portugueses, orientando-os na descoberta dos melhores produtores das diferentes regiões de Portugal, valorizando as tradições e diferentes estilos.

ACTIVIDADES NO PORTO

Durante a sua estadia no The Yeatman, aproveite para visitar e experimentar este conjunto de locais e actividades, que selecionamos exclusivamente para si, e que não pode perder durante a sua passagem pelo Porto.

Tomar café no Majestic

 

O café Majestic, inaugurado há mais de 90 anos, está situado no coração da baixa portuense e integra todos os roteiros turísticos da cidade. É reconhecido como um emblemático café da Invicta, que contou já com a visita de Jacques Chirac e Gago Coutinho, entre outros ilustres clientes. O espaço é igualmente conhecido por ser o local onde JK Rowling terá pass

ado várias horas a escrever o primeiro livro da saga Harry Potter. O Majestic é ideal para um pequeno-almoço ou lanche memoráveis, contando ainda com uma alargada oferta para almoços e jantares.

Assistir a um

Café Majestic, Porto

 concerto na Casa da Música

Casa da Música, Porto

A Casa da Música é uma referência arquitectónica da cidade do Porto, tendo sido projectada pelo Pritzker Rem Koolhaas, no seguimento da Capital Europeia da Cultura, em 2001. Atualmente é um dos símbolos da Invicta, caracterizando-se pela sua modernidade e variada programação cultural. Para além do seu complexo e atrativo programa, a Casa da Música oferece regularmente visitas guiadas ao espaço.

Fazer uma prova de vinhos nas Caves de Vinho do Porto

Taylor's Port Cellars

As caves de Vinho do Porto são mais uma das marcas da cidade do Porto. Em Vila Nova de Gaia, as caves continuam a ser um foco de grande atração turística, apresentando o espírito dos melhores vinhos, que tão bem traduzem o charme de uma região e de um país. Aproveite para fazer uma visita guiada pelas várias caves espalhadas pela cidade, e provar excelentes vinhos, experimentando diversas sensações gustativas, através de harmonias ou contrastes.
 

Fazer um cruzeiro pelo Douro

Douro Boat Tours

Apreciar as maravilhosas vistas do ‘Melhor Destino da Europa 2012’ é, sem dúvida, um programa a não perder. Existem vários tipos de cruzeiros disponÍveis, para que desfrute das fantásticas paisagens do Património Mundial, que vão desde as pontes de Vila Nova de Gaia e Porto, até à região do Alto Douro Vinhateiro.

Apreciar o pôr-do-sol numa esplanada em frente à praia

A cidade do Porto oferece um excelente clima, permitindo-lhe desfrutar ao máximo dos banhos de sol e passeios à beira-mar pelas várias praias de bandeira azul da região. As várias esplanadas da Foz, Matosinhos e Vila Nova de Gaia são perfeitas para apreciar o pôr do sol e saborear uma bebida refrescante, ao final da tarde.

Francesinha

Experimentar uma Francesinha

A Francesinha é o petisco ma

is popular da cidade do Porto, reconhecida como a sande mais famosa de Portugal. Elogiado por gastronómicos em todo o mundo, o prato desperta especialmente o apetite dos apreciadores de carnes picantes, sendo vulgarmente acompanhado por uma cerveja.

Visitar o Museu de Serralves

SerralvesSerralves é cultura, natureza e arte. Ao enorme parque junta-se o Museu de Arte Moderna, projecto da autoria de Siza Vieira, que já contou com exposições de Paula Rego, Andy Warhol, entre outros. Um espaço imperdível, pela sua brilhante arquitectura e pela tranquilidade dos seus vários espaços verdes.

Tomar um copo nas Galeria de Paris

A Rua das Galerias de Paris acolhe atualmente dezenas de bares, sendo o centro da animação nocturna da cidade. Em plena baixa, as Galerias permitem-lhe divertir-se e conviver ao ar livre, apresentando um conceito alternativo de noite.

Comprar um livro na livraria Lello

Biblioteca Lello, Porto

A livraria Lello é um ponto de paragem obrigatório na cidade do Porto, sendo conhecida como ‘uma das mais belas livrarias do mundo’, pelo jornal The Guardian. Esta biblioteca do conhecimento foi inaugurada em 1906, e ainda hoje mantém o estilo neogótico, com tetos trabalhados e vitrais multiculores, oferecendo uma vasta oferta de livros, enciclopédias e guias de viagem. Experimente ainda o bar no primeiro piso!

Ver um jogo de futebol no estádio do Dragão

FC Porto

O Futebol Clube do Porto marca a história da cidade, pelo seu percurso e sucesso. O seu estádio, o Dragão, inaugurado em 2003, é atualmente um dos símbolos da Invicta, com capacidade para 52 000 pessoas. O projeto, da autoria de Manuel Salgado, custou cerca de 90 milhões de euros, e caracteriza-se como uma obra de arte brilhante. Se não tiver oportunidade para assistir a um jogo, aproveite uma das visitas guiadas disponíveis!

HISTÓRIA DO PORTO

Património da Humanidade, a cidade do Porto é um dos destinos mais fascinantes e menos conhecidos da Europa.

A história do Porto remonta ao século I a.C, quando, sob o domínio romano, a cidade desempenhou um importante papel na principal rota de comércio entre Lisboa e Braga. Na época, a cidade era conhecida como Cale, ou Portus Cale (origem do nome de Portugal), e estava situada nas margens do rio Douro, onde hoje se situam as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia, e onde está localizado o The Yeatman precisamente. 
 
Entre 410 e 584, a região foi invadida pelos povos germânicos, que assumiram o controlo dos romanos e tornaram a cidade capital, denominando-a de Braga. No entanto, o domínio dos germânicos Suevos sobre a cidade não durou muito tempo, tendo sido invadida com sucesso pelos visigodos em 584, que voltaram a batizar a cidade de Portucalense. O controlo da região mudou, mais uma vez, em 711, com a invasão dos Mouros pela maior parte da Península Ibérica.
 
Em 868, o Conde Vímara Peres derrubou os Mouros, controlando a região desde o Rio Douro ao Rio Minho, no Norte, onde constituiu o primeiro condado de Portugal (Condado Portucalense), criando-se assim uma identidade nacional e a base de Portugal como um país.
 
Em 1386, o Rei D. João I de Portugal, casado com Filipa de Lencastre, filha do primeiro duque de Lancastre, o inglês John Gaunt, estabeleceu o Tratado de Windsor, aliança entre Inglaterra e Portugal, a mais antiga aliança militar entre dois países em todo o mundo.
 
Abençoado pelas águas do rio Douro, nos séculos XIV e XV, o Porto foi crucial no desenvolvimento da construção naval portuguesa, e foi do Porto que em 1415, o Infante D. Henrique, o Navegador, partiu para explorar a costa ocidental africana, iniciando a Era dos Descobrimentos Portugueses. Sob o seu comando, as ilhas da Madeira e dos Açores foram conquistadas em 1419 e 1427, respectivamente.
 
Durante este tempo da história do Porto, o seu povo ganhou o apelido de “tripeiros”, pois por esta altura eram enviados para os marinheiros nos navios a carne que existia, deixando-se para o povo do Porto aquilo que sobrava, como as tripas.
 
Por volta de 1700, o vinho já era uma importante parte da economia e contribuiu fortemente para o crescimento do Porto, com barcos conhecidos como os barcos Rebelos que serviam para transportar barris de vinho pelo rio Douro desde as vinhas no Vale do Douro. Em 1703, o Tratado de Methuen permitiu o estabelecimento de relações comerciais entre Inglaterra e Portugal, e por 1717, a primeira produção inglesa de vinho do Porto já estava a operar a partir do Porto.
 
Os séculos XVIII e XIX foram um período de crescimento na história do Porto, contudo, também trouxeram alguns conflitos. As tropas napoleónicas invadiram a cidade em 1809, com a população em fuga pela ponte Ponte das Barcas, que entrou foi derrubada devido ao elevado peso. Felizmente, as tropas francesas foram bloqueadas por Arthur Wellesley, primeiro duque de Wellington, que comandou pequenas embarcações de vinho com as suas tropas para atravessar o rio com desde as margens de Vila Nova de Gaia.
 
A Ponte das Barcas foi a primeira de muitas pontes a permitir atravessar o rio Douro, no Porto, ligando as duas margens. Depois de derrubada, foi substituída, em 1843, pela ponte suspensa Dona Maria II, cujos pilares de sustentação podem ser vistos ainda hoje ao longo da Ponte D. Luís. No mesmo ano, foi igualmente inaugurada a primeira ponte em ferro. A ponte ferroviária, denominada Ponte D. Maria Pia, que permanece até hoje, foi desenhada por Gustave Eifel e foi considerada um feito da engenharia na época. A mais famosa Ponte D. Luís, um ícone da cidade do Porto, foi aberta ao público em 1886, e foi projetada pelo Teophile Seyrig, antigo sócio de Eifel.
 
No final do século XIX, em 1891, a inquietação dos republicanos levou a uma revolta na cidade, a um acontecimento chave na história do Porto e de Portugal, que acabaria por culminar na declaração e criação da República Portuguesa, em 1910.

oportocool

insider's cool guide to Porto

Aventar

Expor ao vento. Arejar. Segurar pelas ventas. Farejar, pressentir, suspeitar. Chegar.

A Montanha de Sísifo

"You're all a bunch of socialists"

A Educação do meu Umbigo

Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Este blogue discorda ortograficamente. Contacto: guinote@gmail.com

Liv Hambrett

An Australian in Germany

VAI E VEM

Não renunciarás à tua liberdade de expressão e de opinião

Nic Freeman

Sharing the wonders of travel & everyday adventures

Lee Phelps Photography

Landscape and Travel Photography & Films

snow monkey photography

travel and street photography

Prawn And Quartered

Demented, insane, twisted, and downright nuts...and that's just the site mascot!

Doodlemum

a day in the life of my sketchbook...

Broadside

Smart and surprising

sarahgoodreau

things and not things.

A Perspective Study

Inspiration in Design + Science

Diário De Uma Naífe...

Smile! You’re at the best WordPress.com site ever!!

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

KoreanIndo

Korean Waves in Indonesia